• Veja também as capas anteriores!

  • Políticas do Ambidestria

    O Ambidestria todo está sob licença Creative Commons. Em caso de citação, não se esqueça de mencionar o nome do autor do post e o link direto para o post em questão. Não são permitidas alterações do texto.

    Veja mais detalhes na página de Políticas
  • Arquivo

  • Arquivo Especiais

    Especial FLIP 2008
    Com Carolina Lara e Jacqueline Lafloufa
  • Acesso para autores

A questão da censura – o caso Resenha em 6 e o Boteco São Bento

Um requisito antes de ler esse post: que os leitores tenham pelo menos ter ouvido falar desse caso que aconteceu há mais ou menos uma semana. Quem não está sabendo, clique aqui, que vai direcioná-lo para o post sobre o assunto no blog Brainstorm #9.

Um absurdo censurar um blog por falar qualquer coisa, inclusive criticar algum estabelecimento. Então quer dizer que não posso dar uma opinião ou constatar uma reclamação? Se fosse assim, a Telefônica precisaria anular um milhão de blogs que reclamam de seus serviços. Cadê a liberdade de expressão?

Há outras variantes nesse caso, pois alguns comentários, aparentemente, pertenciam aos proprietários do boteco, que faziam até ameaças aos blogueiros do Resenha em 6. Parece-me que é um microcaso no microuniverso (da blogosfera, o que não é tão micro assim) de uma censura autoritária, como nos tempos da ditadura. O incrível é que o blog teve que retirar o post tão polêmico sobre o tal boteco.

Acho que a maioria da blogosfera apóia o Resenha em 6. E espero que o boteco São Bento (que eu nunca fui e nem sei aonde é) pare de tentar silenciar e abra diálogo, pois fiz uma rápida pesquisa no Google digitando boteco São Bento e das 10 primeiras pesquisas que aparecem na primeira página, 6 são posts reproduzindo o post do blog Resenha em 6.

E contribuindo para o pedido do Cardoso em seu blog Contraditorium, reproduzo o post do blog Resenha em 6. Que o boteco São Bento tenha bastante trabalho pra fechar todos os blogs que reclamarem do seu bar.

Depois da Faixa de Gaza e do Acre, este é o
pior lugar do mundo para você ir com os amigos. Caro, petiscos sem
graça e, principalmente, garçons ultra-power-mega chatos: você toma
dois dedos do seu chopp, quente e azedo que nem xoxota nos tempos dos
vikings, eles já colocam outro na mesa. E se você recusa, eles ainda
ficam putos. Só tulipadas diárias no rabo para justificar tamanha
simpatia no atendimento.
  • Fui no da Vila Madalena. Dizem que o do Itaim é ainda pior.
  • Para dicas de botecos que valem a pena, leia outras resenhas aqui
  • Siga o Resenha pelo Twitter antes que eu bote outro link na mesa.


Resenhado por
Raphael Quatrocci

às
23:22

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: