• Veja também as capas anteriores!

  • Políticas do Ambidestria

    O Ambidestria todo está sob licença Creative Commons. Em caso de citação, não se esqueça de mencionar o nome do autor do post e o link direto para o post em questão. Não são permitidas alterações do texto.

    Veja mais detalhes na página de Políticas
  • Arquivo

  • Arquivo Especiais

    Especial FLIP 2008
    Com Carolina Lara e Jacqueline Lafloufa
  • Acesso para autores

amor compreensivo

Filho-da-puta, acha que vai me deixar aqui, desse jeito e tudo bem? Vou pro bar, vou bonita, vou chifrar aquele cretino. Salto alto, batom vermelho, unha pintada. Sorri pro espelho. Eu to linda. TÁÁÁXI, me leva pra Augusta. Aí, pode parar. Eu gosto desse barzinho. Ei, garçom, uma tequila, por favor. Ele morre se me vir com essa saia. Fica bem em mim, todo mundo olha. Um bar com sete mesas cheias. Cheias de homem. Todo mundo me querendo e aquele estúpido dizendo o que disse. Deprimente. Garçom, tequila dupla e mais limão. Opa, brigada. Nossa que calor. Toma aqui, fica com o troco que eu to com pressa.

Eu to andando. Andando. Aqui ninguém me conhece. Olha só, que surpresa. Os carros tão parando. Eu vou olhar. Meu deus, eles pensam que eu sou prostituta. Ai, se minha família visse isso. Ai se…Nossa, como tem homem bonito nesses carros. Até parece que precisam pagar pra conseguir mulher. Mulher é um bixo tão fácil. O que? Eu? Eu cobro caro, meu amor. Da onde vem tanta felicidade, meu deus. Por que eu to tão feliz?

Oi, disponível, to. Aceito. Não, só tem uma condição, eu preciso voltar cedo. Ai, meu deus, é hoje que eu recebo por fazer o que eu sempre fiz de graça. Sim, são quatrocentos. Pode me chamar..Me chama do que você quiser, hoje você pode me dar o nome que quiser..meu deus, que carro lindo. Que homem horrível. Tudo bem, é só fechar o olho e pensar em outra coisa. Oi, ai. Não, desse jeito eu não gosto. Eu, eu falo quatro línguas, quer que eu goze em qual? Ah, beleza, não vai ser o primeiro orgasmo fingido da minha vida. Ok, vai..Nossa, ele não vai agüentar muito tempo, melhor pra mim. Ai, Oh, mon dieu! Beleza. Preciso ir. Telefone? Me passa o seu que eu te ligo. Ligo o caralho, velho. O prazer foi todo meu. Um beijo. Tchau.

Alô? Oi amor. Eu liguei pra dizer que eu te entendo…pra te dizer que eu te desculpo, de novo.

[ps; texto antigo e atrasado. Mas gente, é fim de semestre.]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: