• Veja também as capas anteriores!

  • Políticas do Ambidestria

    O Ambidestria todo está sob licença Creative Commons. Em caso de citação, não se esqueça de mencionar o nome do autor do post e o link direto para o post em questão. Não são permitidas alterações do texto.

    Veja mais detalhes na página de Políticas
  • Arquivo

  • Arquivo Especiais

    Especial FLIP 2008
    Com Carolina Lara e Jacqueline Lafloufa
  • Acesso para autores

Ferramentas úteis para escritores

Escrever é um trabalho como outro qualquer, por mais que alguns levem a rotina menos a sério. E como todo trabalho, escrever requer ferramentas.

Em tempos mais remotos, o básico era ter algo que escrevesse e um suporte para gravar a escrita. Papel e nanquim, caneta e papel, lápis e paredes, não importa: bastava conseguir gravar a escrita de algum modo. E hoje não é diferente, mas é mais tecnológico, pois preferimos gravar a escrita de forma virtual, salva como dados baseados em números binários em algum tipo de mídia. Basicamente, qualquer começo de história, seja “era uma vez” ou algo mais complexo, será rapidamente convertido em “011101001001” para ser gravado em um pen drive, HD ou ser enviado via email.

E isso é mau?! Não, não é mau, é diferente.
Para conseguirmos usar essa nova forma de escrever com todas as suas possibilidades, basta conhecer algumas ferramentas básicas de escrita. Elas se dividem em dois modelos básicos:

  • O bom e velho WORD – Basta ter um editor de texto e uma idéia na cabeça. Além do Word, editor de texto do pacote Office, fabricado pela Microsoft de Gates e do Windows, existem outras dezenas de editores de texto gratuitos. Um dos mais conhecidos é o OpenOffice, de código aberto. Esses editores, que mostram na tela um resultado bastante próximo ao da impressão são conhecidos como editores WYSIWYG (What You See Is What You Get), literalmente “o que você vê é o que você consegue”.
  • Editores diferenciados que têm foco na escrita – também conhecidos como editores WYSIWYM (What You See Is What You Mean), literalmente “o que você vê é o que significa”. Eles são os queridinhos dos escritores, pois o foco é no conteúdo, e não na aparência.

Esses editores diferenciados que são as ferramentas de que falo. Tem gente que prefere escrever no papel, tem gente que prefere as telas, tem outros que preferem caderninhos Moleskine pra fazer anotações, enfim, cada um tem o seu jeito. E esses softwares, feitos sob medida para os profissionais da escrita, podem te trazer algumas vantagens na hora de escrever. Existem três deles que são os queridinhos:

  • yWriter: com ele, você trabalha no editor como se estivesse mesmo montando o livro. Você pode adicionar capítulos, fazer descrições dos seus personagens (pra não se perder no meio da história), reorganizar a história arrastando os trechos, e além disso tudo ele permite que você faça relatórios que mostram o quanto você já trabalhou na sua obra: número de palavras, personagens, páginas…
  • LyX: utilizado inicialmente para tratados matemáticos, onde devem ser inseridas muitas fórmulas e cálculos, o Lyx também é utilizado pelos tech-escritores. A grande vantagem está em fazer um documento estruturado, ao invés de ter vários .doc espalhados pela pasta.
  • StorYBook: esse editor permite que você faça descrição dos personagens e de lugares da sua narrativa. A estruturação do documento também permite que se crie apenas um projeto subdividido por capítulos. Ele permite alternar a visualização entre “cronológica” e “visão de livro”, o que facilitaria na hora de organizar a sua história. Mas a parte mais mágica desse programa é que ele salva instantaneamente tudo que é escrito. A cada caractere digitado, ele será salvo. Ou seja, nada mais de recuperação do Word falhar naquele capítulo inteiro que tinha ficado fantástico
  • Celtx: primeiramente direcionado para roteiristas, o Celtx também é utilizado por escritores que desejam um tanto mais de organização. Ele permite um fácil manuseio de projetos não lineares (é, aquela história que você começou pelo final é um projeto não linear…). Ele também permite que você adicione ao projeto informações midiáticas relevantes, como imagens e sons. Isso facilita a descrição quando você precisa do estímulo sensorial.

A Olivia Maia, do Forsit, e o Alessandro Martins, do Livros e Afins, fizeram comentários (-1-, -2-, -3-) sobre algumas dessas ferramentas. Teste algumas que te parecerem interessantes e torne a sua produção literária mais organizada. E fique a vontade pra contar sua experiência com as ferramentas nos comentários!

Saiba mais sobre processadores de texto e sobre modelos de visualização (WYSIWYG e WYSIWYM)

Mês que vem vou mostrar como publicar seu livro sob demanda usando a internet como aliada

Anúncios

5 Respostas

  1. […] 25 7 2008 por Alessandro Martins · Sem comentários O blog Ambidestria publicou uma lista de algumas ferramentas úteis para escritores. […]

  2. […] em outros locais sem a autorização do mesmo. Ou seja, problema dos direitos resolvidos, falta só se organizar pra fazer o seu próprio […]

  3. Oi Jacqueline, gostei das dicas. Na verdade acabei chegando no pensamenteando pois estou querendo escrever umas coisinhas – e estou ensaiando.

    Acho que o melhor é eu não inventar muito e ir no velho e bom word. Se a coisa for para frente, melhor.

  4. Republicou isso em Levarei isso como uma experiência.

  5. Olá, também possuo uma plataforma para escritores, tem como base o ywriter mas é para web e free, alem de ajudar a escrever seu livro temos um sistema para criação de livros colaborativamente e auxiliamos na publicação e venda do livro!
    quem tiver interesse em conhecer o site é
    http://scriptor.net.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: