• Veja também as capas anteriores!

  • Políticas do Ambidestria

    O Ambidestria todo está sob licença Creative Commons. Em caso de citação, não se esqueça de mencionar o nome do autor do post e o link direto para o post em questão. Não são permitidas alterações do texto.

    Veja mais detalhes na página de Políticas
  • Arquivo

  • Arquivo Especiais

    Especial FLIP 2008
    Com Carolina Lara e Jacqueline Lafloufa
  • Acesso para autores

Numa questão de segundos ingênuos

É que eu queria saber o nome de todas as estrelas – e isso seria a maior das intimidades com a noite.

Pois talvez mesmo, num ser tão sem graça e cinza, o único brilho fosse nos olhos, a refletir as constelações – porque luz própria já não há.

Mas tão longe. E, inalcançáveis, brilham para tantos olhos. Tudo é tão alto e desconheço os nomes das estrelas. Nem ao menos as enxergo todas.

…É que às vezes se apagam. As nuvens são o curso natural das coisas – e o sopro de vida que me fez não é o suficiente para dispersá-las.

Feliz desilusão que mantém meus pés no chão. Mas a realidade é tamanha que tenho medo e enterro os pés na terra suja.

Estática, olhando as estrelas e me perdendo nas contas e voltando ao zero apaixonadamente como se fosse a primeira vez a contar estrelas.

É que fico com torcicolo e com angústia. Sabe-se lá o que acontece no céu enquanto as nuvens me ofuscam a vista.

É que não cabe a mim porque não sei o nome de todas as estrelas.

Chove. E também chovo. É que a chuva também faz parte da ordem natural das coisas.

Eu só preciso me encaixar nisso. Se esse torcicolo não me fosse um aperto no coração…

Anúncios

3 Respostas

  1. Essa noite sonhei que uma estrela ou um ônibus pegando fogo caía na terra e eu e os meus amigos tínhamos medo que o mundo ia acabar.

  2. muito foda

  3. Filhote, um dia eu descobri que o primeiro poeta foi Adão porque foi ele quem deu nome para as coisas… Daí cada poeta é descendente dele, nos dois sentidos, e pode nomear as coisas… Daí, filha, que você pode dar nomes para as estrelas. Aposto que a noite ia adorar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: