• Veja também as capas anteriores!

  • Políticas do Ambidestria

    O Ambidestria todo está sob licença Creative Commons. Em caso de citação, não se esqueça de mencionar o nome do autor do post e o link direto para o post em questão. Não são permitidas alterações do texto.

    Veja mais detalhes na página de Políticas
  • Arquivo

  • Arquivo Especiais

    Especial FLIP 2008
    Com Carolina Lara e Jacqueline Lafloufa
  • Acesso para autores

Post Inaugural: Jardim do Vizinho

“Curiosamente, hoje, o artigo do dia é poesia”.
Assim iniciou Heloísa Buarque de Holanda a introdução de sua antologia “26 Poetas Hoje”, dedicada à coletânea de poemas pertencentes a uma vertente que nos ficou conhecida pela alcunha de Poesia Marginal. Naquela década de tensões políticas e dificuldades editoriais, a iniciativa ousada de reunir e publicar poemas de autores ainda emergentes funcionou como um impulso contribuinte à notoriedade de alguns deles, como Cacaso, Francisco Alvim, Ana Cristina César e Roberto Piva. A conjuntura de 70 necessitava de holofotes direcionados ao fazer poético, e a resposta se deu, dentre outras formas, através de publicações antológicas.

Hoje, temos novas condições relativas à circulação de poesia. A publicação em grande escala continua restrita a poucos; revistas independentes ainda pipocam nos meios universitários; Lentamente, sorrateiramente, alguns produzem grandes obras, lançam livros, ganham prêmios e se inserem no meio literário. Por outro lado, creio que temos uma tradição instável de leitura no Brasil, sustentada por um público pouco acostumado a absorver toda uma frenética produção que, estimulada pelas facilidades da pós-modernidade, brota irreprimível. É certo que possuímos uma certa gama de poetas lidos, reconhecidos e apreciados: nomes como Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Murilo Mendes e João Cabral de Melo Neto se erguem como colossos na história da poesia brasileira. Alguns românticos, como Álvares de Azevedo e Castro Alves, são dia a dia relidos e redescobertos. Mais recentemente, grupos vanguardistas (como a tríade concreta) se esforçam por renovar o cânone e os conceitos poéticos, agitando os meios culturais de formas diversas. É com orgulho, portanto, que constatamos que a poesia brasileira se avulta, assume uma forma característica, fixa raízes e produz frutos. Mas e a ponta da lança? Os poetas recém saídos do forno? Os vizinhos, que moram ali do lado, de carne e osso, onde estão? Ainda que poucos nomes se avultem como representantes vivos de uma liderança poética, há candidatos à vaga.

É a essa busca que nos propomos. Evidenciar os poetas contemporâneos e comentá-los é o objetivo principal desta coluna. Fazer crítica (mesmo que seja, por vezes, critica de língua ferina) me parece uma forma legítima de reconhecimento. Os critérios aqui utilizados serão simples: procuraremos poetas que lançaram livros a partir da década de 80 e que já receberam alguma fortuna crítica. Tentaremos, na medida do possível, alternar as diversas tendências que povoam o cenário atual. O formato do nosso artigo/ensaio/crítica será de caráter introdutório: com comentários gerais e amplos e transcrições de trechos, pretendemos apresentar o poeta ao leitor, sugerindo sempre a indispensável leitura da obra em si.

Então, curiosamente, o artigo do dia 4 permanece sobre poesia.

Anúncios

2 Respostas

  1. Poetemos então, e sempre… Sejamos bem-vindos Léo! Prosa fluente, concisa e cativante… tema, melhor ainda!

  2. Lééééééo!
    : )

    Esse trabalho é “meio” amplo, não? Mostrar os caras que surgiram depois de 80. [a propósito, eu não sabia que esse era o propósito do Ambidestria (muito informada)]

    Té.

    Bruna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: