• Veja também as capas anteriores!

  • Políticas do Ambidestria

    O Ambidestria todo está sob licença Creative Commons. Em caso de citação, não se esqueça de mencionar o nome do autor do post e o link direto para o post em questão. Não são permitidas alterações do texto.

    Veja mais detalhes na página de Políticas
  • Arquivo

  • Arquivo Especiais

    Especial FLIP 2008
    Com Carolina Lara e Jacqueline Lafloufa
  • Acesso para autores

“Aqui estoy… les traigo mis cicatrices”

 

 “para ser alguien entre cielo y suelo

y salvarse del odio y sus resabios

nada como el amor y su consuelo”  

Mario Benedetti

        

Os sentimentos podem ser universais? As experiências vividas em um país serão compreendidas do mesmo modo por um estrangeiro? Este tipo de conflito alcança a literatura de algum modo?
Pensando em questões relacionadas às diferenças histórico-culturais entre os países ditos ‘latinos’ e após uma longa convivência com um grupo amplo de estudantes ‘hispanohablantes’, decidi escrever uma coluna que trouxesse à tona o maior número possível de escritores e poetas da América espanhola (e eventualmente de Espanha), para que tentássemos criar um diálogo entre os diferentes autores e suas temáticas variadas. A idéia inicial seria estabelecermos uma aproximação das literaturas latinas com a brasileira. E para que todos possam acompanhar a coluna, tentarei traduzir os poemas, frases e referências que estiverem em castelhano.

Entre cielos y suelos* guardará cenas de lugares desconhecidos, versos que falam de amores, desilusões, de cidades e de cinzas… encontraremos histórias que se repetem, que se cruzam e que se correspondem, tal como um reflexo do extenso mosaico multifacetado que conhecemos como Latinoamérica.

Sean todos bienvenidos!

Besotes!

 

*Algo como Entre céus e terras… 

 

Obs: o título deste post remete a uma canção de um músico-poeta uruguaio chamado Drexler, e chama-se Soledad/Solidão.

(Aqui estou… trago-lhes minhas cicatrizes)

Anúncios

4 Respostas

  1. Muito boa idéia! Gostei! Quero acompanhar.

    beijo!

  2. Chica amada… es mágica…! Llore en varias lenguas el amor solitario que espera vida.
    Besos!

  3. Como diria Björk: All is full of love.

    Bom, não penso que sentimentos sejam universais, podem até ser, mas não diretamente. Podemos amar e odiar algo, mas não com a mesma intensidade, ou mesmo significado. Mas espero que com a sua coluna aqui vc consiga estreitar tudo.

    In Karen we trust!

    Besotes!

  4. Uhu, vc vai trazer o q está tão perto e é tão parecido – mas está tão longe de nossas mentes – pra junto de nós!
    Sei q sua coluna será mto importante, vemos pelo fato de q poderia dar pra fazer um site inteiro com esse aasunto (e já dá, é só procurarem e verão) e pq não vários… Um mundo vai se abrir por aqui pra muitas pessoas, tenho certeza….Infelizmente um mundo um tanto omitido e desconhecido pela maioria dos nossos próprios professores. Por isso mesmo será fascinante conhecê-lo! Um mundo de vários países, tb com diferenças entre si, reduzidos a serem chamados todos genericamente de Latinos e vc vai nos mostrar q nao é só isso…Mundo com idioma(s) (pois cada espanhol em um lugar tem suas particularidades) rico, lindo e caliente!
    Besotes!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: